Parcerias

PROCAD – Programa Nacional de Cooperação Acadêmica na Amazônia

 

Os professores do Mestrado Acadêmico em Agroecologia (PPGA) Dr. Plínio Gomide e Dr.ª Márcia Falcão participaram de reunião na UFAM campus de Humaitá, com o objetivo de discutirem as ações que serão executadas nos próximos quatro anos do projeto intitulado “Expansão de fronteiras na Amazônia Ocidental – mudanças de ocupação e uso da terra e impactos socioeconômico e ambiental”. O projeto será financiado pela CAPES por meio do Programa Nacional de Cooperação Acadêmica na Amazônia – PROCAD, Edital n° 21/2018, no qual UFAMUERR e UFG foram contempladas. O objetivo do PROCAD é promover a consolidação dos Programas de Pós-Graduação em Ciências Ambientais da Universidade Federal do Amazonas e Agroecologia da Universidade Estadual de Roraima através da interação científico acadêmica entre estes programas e o Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais da Universidade Federal de Goiás, de modo a constituir redes de cooperação entre as instituições, permitindo a mobilidade de docentes e discentes de pós-graduação, bem como de discentes de graduação (Iniciação Científica) com as equipes de pesquisa envolvidas nos projetos que serão desenvolvidos.

Reunião do PROCAD no Campus Humaitá

Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”- ESALQ, Universidade de São Paulo- USP

A Prof.ª Dr.ª Tatiane Marie Martins Gomes de Castro, membro permanente do PPGA, é colaboradora do projeto intitulado “Ácaros edáficos: diversidade, relação com a microbiota e ecologia em áreas naturais e cultivadas no Brasil, com a elaboração de base de dados e chaves de identificação de grupos selecionados”, o qual tem como pesquisador responsável o Prof. Dr. Gilberto José de Moraes, Departamento de Entomologia e Acarologia, da ESALQ-USP.

Nesse projeto, a Prof.ª Tatiane tem colaborado com atividades de campo e de taxonomia de ácaros predadores da família Cunaxidae. As atividades de campo iniciaram em janeiro de 2019 com coletas realizadas em Rorainópolis, as quais serão continuadas até 2022. Esse levantamento contribui para o conhecimento de ácaros edáficos do Bioma Amazônia. Os estudantes do curso de ciências agrárias têm possibilidade de participar dessa atividade e serem capacitados no levantamento desses pequenos artrópodes (Foto 1).

Foto 1. Levantamento de ácaros edáficos no campo e treinamento de estudantes de agronomia e engenharia florestal para a participação no projeto, em janeiro de 2020.

Os ácaros edáficos são muito diversos e responsáveis por serviços ecossistêmicos, como o controle biológico e a ciclagem de nutrientes em sistemas agrícolas e florestais cultivados, e em áreas naturais sem a ação direta do Homem. Após a coleta de campo, as amostras passam por um processo de extração no laboratório de Biologia Aplicada (Foto 2) – Campus de Rorainópolis, e depois são encaminhadas para estudo e identificação dentro do projeto supracitado.

Foto 2. Extrator de ácaros edáficos, adaptado com base no funil de Berlese, no laboratório de Biologia Aplicada – UERR, Campus de Rorainópolis.

Além do trabalho de campo, a Profa. Também tem auxiliado, como colaboradora, na taxonomia de ácaros da família Cunaxidae. No período de 11 de novembro a 26 de dezembro de 2019 esteve na ESALQ- USP para o trabalho taxonômico dessa família (Foto 3). Uma diversidade de novos registros e espécies tem sido identificados dentro do projeto. Ela teve a oportunidade de conhecer estudantes de pós-graduação, professores do Brasil e do exterior, capacitar estudantes nessa área de sua especialidade e trocar experiências científicas. Ela também ministrou 8 horas de aula no “Treinamento em reconhecimento de ácaros de importância agrícola, com ênfase em Astigmata e Prostigmata” (Foto 4).

Foto 3. Prof.ª Tatiane no laboratório de Acarologia Agrícola da ESALQ-USP, em novembro de 2019, identificando os ácaros cunaxídeos.
Foto 4. Treinamento em reconhecimento de ácaros de importância agrícola, com ênfase em Astigmata e Prostigmata, em dezembro de 2019, ESALQ, USP.

A Prof.ª Tatiane é especialista em taxonomia de ácaros, com ênfase na família Cunaxidae. Iniciou os estudos na graduação com a biologia de ácaros de plantas na UNESP, Ilha Solteira. Depois seguiu na pós-graduação com a taxonomia, UNESP, Jaboticabal, sob a orientação do Prof. Gilberto. No doutorado foi co-orientada pelo Prof. Jacob Den Heyer, o qual é um especialista e referência mundial na família de ácaros predadores Cunaxidae. Em sua trajetória com as pesquisas em taxonomia, os seus artigos científicos tem tido uma boa visibilidade internacional (Foto 5).

Foto 5. Congratulações do Research Gate em 2019 pelas citações à Prof.ª Tatiane Marie Martins Gomes de Castro.
EnglishFrenchItalianPortugueseRussianSpanish