Sobre

APRESENTAÇÃO

O estado de Roraima, o mais setentrional da federação, foi criado em 1988 sendo considerado ainda muito novo quando comparado ao contexto nacional. Por conseguinte, o Ensino Superior no estado é também recente, tendo sido iniciado na década de 90 com a criação da Universidade Federal de Roraima (UFRR). A partir de 2000 esta modalidade de ensino começou a se fortalecer no estado, levando à implantação de faculdades particulares e, mais recentemente, em 2005, à implantação da Universidade Estadual de Roraima (UERR). O Mestrado Profissional em Ensino de Ciências busca fortalecer o Ensino Básico e implantar um Ensino Superior de qualidade que venha atender aos anseios e demandas da sociedade. Visando, por fim, diminuir a discrepância regional em relação (região Norte x nacional) aos baixos indicadores de competência científica, tecnológica e educacional em Ciências e Matemática verificadas na Amazônia, e mais fortemente no estado de Roraima.

 

PERFIL PROFISSIONAL

O perfil do profissional a ser formado como Mestre em Ensino de Ciências, pós-graduado da UERR, é o profissional qualificado que contribuirá para a melhoria do Ensino de Ciências no estado de Roraima e atuará nos diferentes níveis de ensino, bem como nas áreas de pesquisa e investigação de temas relevantes para o ensino de Biologia, Física, Química, Matemática, Pedagogia e áreas afins. Assim, a qualificação almejada deverá dotar os mestrandos de suficiente autonomia de modo que possam aprender continuamente em seu processo de desenvolvimento profissional e, desse modo, realizar atividades docentes com competências que os tornem eficientes mediadores do ensino para a aprendizagem dos alunos, seja avaliando, elaborando, implantando e/ou implementando estratégias de ensino que permitam aproximar os estudantes das conquistas científicas e tecnológicas atuais, centradas no ensino das Ciências Naturais.

OBJETIVO

O Mestrado Profissional em Ensino de Ciências tem como objetivo máximo a formação de pessoal qualificado para o exercício da atividade de ensino. Nesse sentido, visa à melhoria da qualificação profissional de professores de Biologia, Física, Química, Matemática, Pedagogia e cursos afins, em exercício na Educação Básica e de professores de Ensino Superior que atuam nas Licenciaturas em Ciências Biológicas, Física, Química, Matemática e Pedagogia ou cursos afins, através do exercício de atividades de pesquisa e do desenvolvimento da prática pedagógica.

 

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO

O Mestrado Profissional em Ensino de Ciências tem caráter de preparação profissional na área docente, com foco no ensino, na aprendizagem, nas metodologias o ensino, a aprendizagem, metodologias pedagógicas, tecnologias digitais e o uso de espaços não formais, sempre referenciando o ensino de ciências nas áreas de Biologia, Física e Química. Está voltado, explicitamente, para a evolução e melhoria da educação de Ciências no estado de Roraima, bem como nas áreas de pesquisa e investigação de temas relevantes para o ensino de Ciências Naturais, seja pela ação direta em sala de aula, seja pela contribuição na solução de problemas educativos em ciências, nos níveis médio e fundamental, e no nível superior na formação de professores de Licenciatura em Biologia, Física, Química ou área afim.

 

LINHAS DE PESQUISA

Linha de Pesquisa 1: Métodos Pedagógicos e Tecnologias Digitais no Ensino de Ciências

Pesquisar e analisar modalidades de ensino, práticas educativas e o papel da mediação pedagógica voltada à postura do professor frente ao pensamento científico. Investigar estratégias didático-metodológicas relativas ao papel da experimentação, valorizando os conteúdos, a construção da relação ensino-aprendizagem e vivenciar a ação da ciência. Elaborar e validar sessões didáticas que estimulem o caráter investigativo e a autonomia do aluno durante o processo de construção do conhecimento. Desenvolver metodologias didáticas que utilizem tecnologias digitais no ensino de Ciências. Promover a integração entre laboratórios de informática e o ensino de Ciências. Analisar metodologias, mediações e técnicas para se estabelecer uma utilização adequada das tecnologias digitais como instrumentos voltados para auxílio da construção do processo de ensino e aprendizagem de Ciências.

Linha de Pesquisa 2: Espaços não-formais e a divulgação científica no Ensino de Ciências

Investigar, analisar e avaliar como diferentes espaços formais ou não-formais (salas de aula, laboratórios, centros e museus de ciência, mostras científicas e tecnológicas, teatro, artes, jornalismo científico, feiras de ciências, entre outros) podem influenciar no ensino e aprendizagem do conhecimento científico. Explorar alternativas de ensinar e aprender ciências em espaços não-formais estimulando o interesse e a motivação de professores e alunos na busca da formação e construção da cidadania nas Ciências. Criação e utilização de espaços e recursos de divulgação científica no ensino de Ciências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>