Sobre

No complexo regional amazônico, Estado de Roraima, região com acentuado intercâmbio cultural, estrategicamente longe dos grandes centros intelectuais do Brasil, surge a ESCOLA AMAZÔNICA DE FILOSOFIA (EAF), criada em dezembro de 2014 pelos pesquisadores Claudio Sipert, Edgard Vinícios Cacho Zanette, Elemar Kleber Favreto, Francisco Rafael Leidens, Rafael Parente Ferreira Dias, professores efetivos de Filosofia da Universidade Estadual de Roraima (UERR), e ainda pelos pesquisadores Danilo Citro e Adriano Melo Medeiros, professores efetivos da Universidade Federal de Roraima (UFRR). A EAF caracteriza-se como um movimento intelectual distinto, opondo-se ao modelo filosófico vigente, surge para suprir uma carência não atendida pelos centros universitários, satisfazer exigências às quais não se encontram em livros; seu estandarte é o livre trânsito às perguntas, aos conceitos e ao próprio prazer pelo filosofar; sua grande rival é a tendência aos moldes fixos, às regras e técnicas que engessam a liberdade de expressão. Defendemos uma Filosofia livre, autêntica, despreocupada com as padronizações científicas, que não se satisfaça em apenas estudar os versos de sua própria história, mas que busque construí-la com novos capítulos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>